Uma breve viagem pela história da massagem

15 de dezembro de 2017

Quando o assunto é terapia, a massagem é uma das técnicas mais milenares. Antes mesmo dos primeiros primatas serem classificados como primatas, já existiam técnicas de fricção para reduzir dores musculares.
O toque é uma das formas mais primitivas e intuitivas de cuidar, sendo a base para muitas técnicas terapêuticas ao redor do mundo. Hoje, levamos você em uma viagem sobre a história da massagem, que vai desde Hipócrates até os dias de hoje.

Os primeiros registros

A arqueologia indica que, ainda na Pré-História, as pessoas já promoviam o bem estar e se preveniam de lesões e infecções através de fricções corporais. É durante esse período que se considera o início da história da massagem.
Já foram encontrados indícios de civilizações egípcias, gregas e romanas, assim como hindus, chinesas, japonesas que utilizavam a massagem em prol do bem-estar das pessoas, desde 3000 a.C. Contudo, foi no ocidente, em 2800 a.C. no chamado “Livro do Imperador Amarelo” que os chineses começaram a sistematizar as propriedades curativas da massagem. A partir daí, foram milênios de aperfeiçoamentos e estudos. Cada cultura e cada civilização desenvolveu seu próprio estilo massoterapêutico. Algumas técnicas como o Shiatsu e a Massagem Ayurvética, começaram na antiguidade e perduram até hoje.

A importância dos gregos e romanos

história da massagem
Uma das grandes características do povo grego – e romano – é a valorização que sempre deram à saúde, à forma física e à beleza. Por isso, muito da história da massagem tem contribuição direta desses povos.
Já Hipócrates, considerado uma das figuras mais importantes da história da medicina, recomendava o “esfregar” para ajudar nas dores do corpo. Também Asclepíades, médico prusso, utilizava técnicas de fricção e até uma hidroterapia primitiva no tratamento de seus pacientes.

Entre os anos 129-199 d.C, Cláudio Galeno, médico e filósofo romano apresentou classificações e descrições de técnicas terapêuticas. Nelas, detalhou qualidade e quantidade, ou seja, pressão, direção, frequência e tratamento. São cerca de 16 livros que desvendam e relatam a prática da massagem.
Com sua grande preocupação com a beleza , o físico e o porte atlético, os gregos passaram a utilizar técnicas de massagem no tratamento de seus atletas. Eles acreditavam que a apoterapia, nome dado ao procedimento, preparava a musculatura antes do exercícios e limpava os fluidos dos membros após a sua prática.

A massagem no Ocidente

história da massagem

Muitas controvérsias permeiam o surgimento da massoterapia no Ocidente. Alguns registros inclusive apontam que a massagem teria sido banida na Europa durante a Idade Média. O motivo? O contato físico. Ele era considerado ato pecaminoso pela Igreja Católica.
Por volta do século XVI, o francês Ambroise Paré começou a desmistificar a conotação pecaminosa da massoterapia. Por volta de 1968, em países como França, Suécia e Holanda, ela começou a ser aceita como tratamento terapêutico. Vale citar a grande contribuição do sueco Per Henrik Ling, que organizou e sistematizou os exercícios terapêuticos num sistema que chamou de “ginástica médica”. Seu trabalho ganhou vários adeptos, e fez a técnica se espalhar pela Inglaterra, Áustria, Alemanha, França e Rússia

Nos Estados Unidos, foi somente em 1900, com os estudos do médico Douglas Grahm, que essas técnicas passaram a ser difundidas, levando a novas descobertas, como a de Mennell e Cyriax, por exemplo. Em seus estudos, Mennell e Cyriax utilizavam uma forma específica de fricção para tratar estrutura articulares profundas que apresentassem condições crônicas ou agudas. Já o alemão Cornelius, dedicou-se ao estudo da massagem nas zonas reflexas, que tinha o polegar como principal instrumento.

A importância da massagem atualmente

história da massagem
A necessidade do “break” em meio às condições esgotantes da vida moderna, fez da massoterapia uma ótima opção para quem busca qualidade de vida.
São muitos os benefícios da massoterapia e eles vão muito além do relaxamento muscular. Através da massagem, é possível auxiliar o bom funcionamento dos tecidos e suas funções estruturais. Assim, aliviar o estresse e as dores do dia a dia. Quando a técnica correta é empregada, há uma amplo ganho de benefícios! Se você quer conhecer alguns tipos de massagens e seu benefícios? É só conferir nosso blog.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *