Novas perspectivas para o futuro da fisioterapia

12 de janeiro de 2018

A fisioterapia, enquanto ciência, possui importância fundamental na área da saúde. Ela previne e trata disfunções físicas e mentais, levando mais qualidade de vida e bem-estar à população. Regulamentada no Brasil desde 1969, a profissão vem evoluindo ao longo do tempo. Isso gera uma série de questionamentos sobre o futuro da fisioterapia.

O cenário atual da fisioterapia

Grande parte das pessoas hoje em dia buscam um estilo de vida mais saudável. Isso envolve a prática de exercícios físicos como um hábito na rotina.
O fisioterapeuta possui um papel fundamental nesse contexto. Cabe a esse profissional orientar e guiar os seus pacientes na prevenção e tratamento de diversos problemas de saúde.

Somente no ano de 2015, os planos de saúde registraram um aumento de 43% na procura por fisioterapeutas. Soma-se a isso os atendimentos realizados também pelo sistema único de saúde.

Esses dados nos mostram a importância do fisioterapeuta, principalmente na realidade que vivemos. Estresse no trabalho, dores no corpo, lesões, postura incorreta, tudo isso abre ainda mais o leque de atuação deste profissional.

Oportunidades para o futuro da fisioterapia

futuro da fisioterapia

A maioria das pessoas ainda não conhece totalmente as funções do fisioterapeuta. Isso faz com que muitos só procurem ajuda quando sofrem lesões, acidentes ou não suportam mais sentir dores no corpo. Mas esse cenário vem mudando gradativamente. Muitas pessoas já entendem a importância da prevenção ao incorporar novos hábitos em sua rotina. A tendência é que o profissional não seja somente procurado quando a dor ou a dificuldade surgem. Isso acontecerá à medida que as pessoas buscarem se prevenir antes mesmo de alguma disfunção aparecer.

Atuação do Coffito na valorização da fisioterapia

futuro da fisioterapia

Como já falamos anteriormente, a fisioterapia é vital para a saúde humana. O fisioterapeuta hoje já atua de forma multidisciplinar com equipes compostas por outros profissionais da área da saúde. Educadores físicos, nutricionistas, osteopatas, entre outros, formam um conjunto de especialistas que trabalham para levar qualidade de vida às pessoas.

A saúde funcional é o que norteia as práticas da fisioterapia. Pensando nisso, o Coffito e outros Conselhos Federais da área da saúde, estão elaborando uma proposta de Política Nacional de Saúde Funcional. A ideia é que as discussões cheguem ao governo para que ela seja implementada a nível nacional.

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional já reconhece a importância de ampliar as oportunidades de atuação. A mobilização para que isso aconteça já está em curso. Todas as normativas aprovadas pelo Coffito são precedidas de estudos que mapeiam as necessidades e carências sociais. Em janeiro de 2017, por exemplo, a gerontologia passou a ser reconhecida como especialidade do fisioterapeuta. O motivo dessa medida foi o aumento da expectativa de vida do brasileiro, de acordo com o IBGE. Para conhecer as especialidades reconhecidas pelo Coffito, acesse o site.

A Reabilitech trabalha diariamente para estar presente no futuro dos Fisioterapeutas.
Nossas linhas de equipamento visam a maior eficácia dos tratamentos, sim. Mas nosso objetivo também é a melhora da atividade do profissional de Fisioterapia.
Pensando no seu conforto é que produzimos nossas linhas MioBlaster e Gatilhex. Conheça-as e invista no seu futuro como Fisioterapeuta.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *